30 jun 2017

Holofote

Traje de piloto

por

911 GT2 RS: a arte de transformar motorista em ás do volante

Não é apenas um Porsche, uma das mais cultuadas marcas esportivas dos aficionados por motores. É um Porsche 911. É até mais que um Porsche 911, o mais icônico dos Porsche. É um Porsche 911 GT2 RS, simplesmente o mais potente dos 911 de todos os tempos.

Não haveria palco mais apropriado para apresentar pela primeira vez esse marco automobilístico do que o Festival de Velocidade de Goodwood, no Reino Unido. É para ali que os holofotes dos aficionados por desempenho estão mirados nestes dias, atentos aos produtos que prestam um tributo à tradição e ao mesmo tempo apontam para os novos habitantes das pistas e das ruas. O GT2 RS, pela sua origem e para onde ele olha, une passado e futuro em um mesmo produto.

Sua alma, claro, está no desempenho, e os números falam por si. Curto e grosso: acelera de 0 a 100 km/h em inacreditáveis 2,8 segundos e pode atingir 340 km/h, referências compatíveis com um bólido de competição.

Parte do mérito por esse desempenho é creditada ao motor baseado no 3.8 litros disponível no 911 Turbo S, de 580 cavalos. Graças a um retrabalho nos turbocompressores, o propulsor consegue chegar aos 700 cavalos (isto mesmo, foi o que você leu: setecentos cavalos de potência). E, justiça seja feita, parte do mérito por esses números pode ser do piloto que souber tirar o que o carro tem de melhor. Afinal, ele pode até rodar pelos vias urbanas, mas seu habitat são os circuitos fechados de competição.

 

Nem precisa estar ali dentro acelerando ou vendo o mundo passar mais rápido para perceber que o GT2 RS faz parte de uma linhagem (ainda mais ) nobre. O sistema de escapamento é feito de titânio extra leve, pesando cerca de sete quilos menos do que o usado no 911 Turbo e, pela suas características muito próprias, capaz de emitr uma sonoridade para lá de emocionante. Faz quem está do lado de fora parar e pedir silêncio ao redor, só para ouvir a orquestra desfilar afinada.

Em uma ação inédita de marketing, a Porsche Design desenvolveu uma edição especial de relógio de pulso, a ser oferecida apenas para quem adquirir o GT2. Para exibir essa jóia, portanto, é preciso ter a outra jóia na garagem. Mais que um marcador de horas, trata-se-se, portanto, de um identificador de pilotos.

Considerando que para ter este relógio é preciso comprar o carro, o relógio vai sair caro….

 

* Viagem a convite da Porsche do Brasil

Siga o Car & Fun pelas redes sociais de Chico Barbosa:

Facebook: @chico.barbosa.oficial
Instagram: @chico.barbosa
Twitter: @chico_barbosa